Futuro do sensoriamento remoto

A variedade de satélites, drones e Vants faz com que o monitoramento da terra ocorra a todo momento com sensores que captam muito além da luz, como também informações específicas da vegetação, clima, solo corpos d´água, entre outras.

Esse processo acontece praticamente em tempo real graças ao avanço das capacidades computacionais.

A engenharia de obter informações sobre uma área ou objeto sem contato físico direto é chamada de sensoriamento remoto, campo da ciência que teve um salto significativo na última década e hoje é um dos protagonistas na silvicultura orientada por dados.

No entanto, esse imenso volume de dados pode dificultar o encontro das perguntas corretas. A grande questão é: Como as empresas devem se preparar para aproveitar tantas informações disponíveis?

O valor associado à agilidade e inteligência derivada dessas fontes deve orientar as decisões, fornecendo as informações corretas no momento certo para alavancar o negócio e aumentar a competitividade.

A tecnologia GPT tem como objetivo provocar um impacto positivo em toda cadeia de valores, alinhando empresas e profissionais aos desafios do futuro e às expectativas de consumo e do consumidor.

Para mais informações acesse nosso site!

Publicado em 13 de março de 2020

Artigos e Notícias

Veja mais
Geplant Tecnologia Florestal Ltda.
CNPJ 22.389.448/0001-81
Website por Index Soluções
Fotografia por Daniel Carvalho