Uso múltiplo da madeira no Brasil

O setor florestal brasileiro é conhecido, nacional e mundialmente, pelo seu potencial produtivo adquirido ao longo dos anos com cultivo do eucalipto e pinus, plantados principalmente para produção de celulose, papel e derivados.
 
Outro segmento das florestas plantadas é o da madeira serrada, no qual a madeira é o produto e suas principais finalidades são construção civil, movelaria, pisos e laminados. Para esses usos são necessárias diferentes espécies para melhor aproveitamento do produto.
 
O eucalipto e o pinus são boas opções para ambos os segmentos devido às variedades de espécies e características, ao rápido crescimento, comparado às árvores nativas, e ao o vasto conhecimento de manejo, adquirido com o crescimento do setor florestal, know-how alcançado pelos setores industrial e acadêmico ao longo de mais de 100 anos de cultivo no país.
 
A produção de árvores de maior dimensão é uma estratégia pensando no uso múltiplo da floresta, pois com apenas uma árvore muitos produtos podem ser entregues, diversificando a produção e minimizando os riscos.
 
As toras roliças de maior diâmetro podem ser usadas para serraria, como móveis e construção civil, e as toras mais finas servem para tratamento, chapas, geração de energia e lenha.
 
Temos também os produtos florestais não madeireiros, que muitas vezes tem valor agregado maior que a própria madeira, como o óleo essencial das folhas do C. citriodora, usado para produção de cosméticos e produtos de limpeza, a resina das diversas espécies de pinus, usada para tintas, cosméticos, fármacos e colas, o mel das flores, o consórcio com a pecuária, que provém conforto térmico para o gado, e madeira de diversos diâmetros para uso interno nas propriedades, além de adicionar renda à carteira do produtor.
 
Ao longo de anos de pesquisa de mercado, entendendo os processos e conhecendo o topo da cadeia produtiva, entre empresas de construção civil, moveleiras, arquitetos e produtores, percebe-se que a madeira de maiores dimensões está cada vez mais escassa e sua demanda é crescente.  
 
A queda do preço da madeira nos últimos anos desestimulou o produtor a investir em floresta e essa é a razão da queda da oferta desse tipo de produto no mercado.  
 
No entanto, esse é exatamente o investimento que os produtores devem fazer para que, futuramente, haja oferta constante e suficiente para atender o mercado doméstico e internacional.  
 
Nós, da Geplant, enxergamos oportunidades em negócios que visam o uso múltiplo da madeira e a produção de madeira serrada. Acreditando no potencial desse investimento, desenvolvemos projetos junto aos nossos parceiros e queremos ajudar cada vez mais clientes a crescer no segmento! 
 
Entre em contato e maximize o retorno dos seus investimentos: https://gpt.geplant.com.br/ 
 

 

Publicado em 2 de abril de 2020

Artigos e Notícias

Veja mais
Geplant Tecnologia Florestal Ltda.
CNPJ 22.389.448/0001-81
Website por Index Soluções
Fotografia por Daniel Carvalho